Lyrics

Eu Tiro É Onda (1998)

1967

1967, o mundo começou
Pelo menos pra mim
E a minha história reduzida
É mais ou menos assim:
Nascido em São Cristóvão
Morador de Madureira
Desde pequeno acostumado a
subir ladeira
me lembro muito bem
dos meus tempos de moleque
que sempre passava as férias
no final do 77
Padre Miguel sempre 10 na bateria
saudoso Mestre André
sempre soube o que queria
futebol na rua F ou no campo de baixo
Você sabe
Meu tio gentil era um esculacho
Andava pelas ruas vestindo o meu bate bola
Se tu passasse em minha frente
Era melhor tu sair fora
Carnaval de rua perigoso e divertido
Mas passei por tudo isso
Entre mortos e feridos
Graças ao meu pai
O pessoal da tramela
Sérgio Cabrito meu padrinho
Não dava trégua
Lembra do Cassino Bangu
De vez em quando eu ia lá
Curtir um funk, ver a mulherada rebolar
Kool and the gang, gap band,
outro mestre, James Brown
Era só alegria
Não tinha pau

Eu quero ver
Se tu é homem mané
Do jeito que eu fui
E que eu sou
Eu quero ver
Se tu é homem mané
Que nem a parteira falou

No Andaraí, Grajaú o bicho pegava mais
Quando pichava muro
Sempre tinha um correndo atrás
Carlos Peixe, meu camarada
De vez em quando no piche
Outras na baforada
Vida de moleque sempre sangue bom
Calote no ônibus
Pra ir à praia no verão
Pra ficar um pouco mais
Roubava no supermercado,foda-se
Pra mim isso nunca foi pecado
Sempre no Maraca vendo o Mengão jogar
Zico, Adílio, Júnior, fazendo a bola rolar
Como já dizia o hino, vou repetir com vocês
Uma vez Flamengo
Flamengo até morrer
Meu avô Peixoto deixou meu sangue rubro-negro
Me orgulho de ser carioca
Me orgulho de ser brasileiro
skate na veia, só quem tem
sabe como é que é a sensação
e o poder de dar um ollie-air
Campo Grande, Norte Shopping
Street no Mec
À noite Circo Voador
Show do De Falla e um Domec
Vender Camisa na 13 de Maio
Na situação show no Garage
Skunk, diversão de irmão
Grandmaster Flash, Afrika Bambaata
Planet Rock,
Rap, break, graffiti
Chegou o hip hop
Cantando a vida
Mas vista de um outro lado
Não é apologia cumpadi
Não adianta ficar bolado
Entenda se a minha rima
Não te faz rir
minha Apologia parcero sai daqui.
Eu vim pra zoar
Fazer barulho
Falar um pouco de mulher
Skate, som, bagulho
Sempre ligado, sempre sabendo o que quer
Sempre bom da cabeça, nunca doente do pé
Eu vou levando a vida
É, juro que vou
Só no sapato, sempre sendo o que sou

Eu quero ver
Se tu é homem mané
Do jeito que eu fui
E que eu sou
Eu quero ver
Se tu é homem mané
Que nem a parteira falou

Agora saiu o flow
Brasileiro, Carioca
Marcelo D2 na área
Se derrubar, é pênalti
Valeu.

Sessão

Alô, a-a-alô,
Um, dois, no microfone marcelo d2,
Três, quatro, Dz Cuts balançando os pratos,
Cinco, seis, eu vou conta uma historia pra vocês,
Sete, oito, tá na hora de fala sério
Vo da um rolé essa noite, já peguei uma parada, tomo cuidado, tá sujeira, ainda num tá legalizada
Na descida é um terror, os home tão lá embaixo
Se me pegarem, cumpadi, já sabe, é um esculaxo
Parecem carniça emcima do meu dinheiro
Tenho direito ao relax, trabalhei o dia inteiro, mas eu so sangue-bom, com Deus sempre do meu lado, mas mesmo assim de olho aberto, sempre tomando cuidado
91 são as batidas por minuto, se eles olharem pro lado eu vazo num segundo
Passei a primeira etapa, escapei do mal
Puta que pariu, pareço um marginal!
Mas sou jovem brasileiro cheio de disposição, trabalho honestamente enquanto metem a mão, mas isso é outra parada..
Encontro os camarada, tem mais ou menos uns 6, temo que ir pra uma quebrada
Alguém do bonde sugere a casa de um irmão, a gente foge do stress e ainda escuta um som
Ele comprou um cd novo, eu tô sabendo, não adianta, é a casa de sangue-bom, aqui não tem pilantra!
Vou ao banheiro e peço a alguem pra dixavar, e quando volto rola um som, é o novo da Jovelina
Conversa vai, conversa vem, todo mundo falando
Bagulho já tá dixavado, então é melhor ir apertando
Procuro a seda.. ham.. tem uma smoking aqui, essa é da boa, não aguento mais colomi
Enquanto aperto vo pensando: porra, que mal tem isso?? são dez da noite, todo mundo já cumpiu compromisso. noite passada um camarada rodou na avenida, 32 anos e nem pode escolher o que quer da vida. a vida é dura cumpadi, até pra se divertir, então melhor já sabendo qual caminho seguir.
Pronto, tá apertado! já ascendi, a coisa é boa então passo pro lado. seguro na pressão.. isso aqui é papo de sangue-bom.. viro fumaça, já eraa, só fico a ponta do dedo amarela!
Brincando com as palavras no meio de uma sessão, queimando um pouco de neurônios, tem nada não!

Eu Tiro É Onda

Eu vim do Rio de Janeiro à Nova York levado pelo som
No Andaraí, no Brooklin, só tem sangue-bom
Vou te explicar como é que eu faço pra sair dessa
merda
Eu tô sempre ligado, e mantenho minha mente aberta
Com dinheiro é muito fácil, todo mundo é feliz,
eu quero vê tira onda sem dinheiro como eu fiz
Eu tiro onda não é porque eu como muitas minas,
é porque eu continuo vivo e dessa daqui ninguém me
tira
Oh, Oh, Não ri pra mim não amigo,
eu tô falando sério, tudo que eu quero é ficar longe
de um cemitério
O critério é da morte você ficar longe,
com camisinha, com droga ou na mão dos Homens
O bom malandro sabe o que quer,
se você não sabe, tá tirando onda de Mané
Assim como Mussum da Mangueira eu não espero o
sistema,
eu corro atrás e faço meu esquema
No microfone então, não tem competição,
ainda mais quando eu me junto com os meus irmãos
Ouvir o Hip Hop é uma coisa normal,
entender o Hip Hop é onde está o mal
É como uma selva de pedras, mas no fundo eu tiro onda
e te repito,
eu nunca durmo na ronda,
mas se eu tô com os camaradas então tá tudo tranquilo

é bom ficar ligado e vem corre perigo
Se eu saio na balada o que eu quero é Paz,
vamos direto ao assunto, deixa de leva e trás
E se você ainda não conhece eu vou apresentar Marcelo
D2,
e meu cumpádi Shabazz
Shabazz …

Por isso que eu tiro é onda, eu tô de pé e nunca durmo
na ronda

Shabazz …

Samba de Primeira

É isso aí, eu também sobrevivi à essa guerra Marcelo
D2, Rio de Janeiro,
eu tiro onda, porque eu contrario a estatística,
entendeu ?
Então é melhor andar na linha, mas cuidado porque o
trêm tá pronto pra te fudê
Em Português ou Inglês a luta é a mesma, mantenha-se
vivo e Paz.

Eu entro no samba e não deixo cair
Sem vacilar sem me exibir
só vim mostrar o que aprendi
Não toco como antigamente
com um banda de samba
Hoje a coisa é diferente
é o DJ e o sample
No pit-don-don na minha MPC
é só vinil cumpadi pra confundir você
Nã nã nã nã nã não
Acho que já deu pra entender né , já deu
É Hip Hop com Samba

É hip hop que vem do Rio de Janeiro uma batida de funk e o DJ no pandeiro
HA HA
É hip hop que vem do Rio de Janeiro uma batida de funk e o DJ no pandeiro

Essa é pra você que vem do lado de lá
Tentando acabar com a nossa cultura popular
Do lado de cá sabe que não dá
por que eu tenho muito pra mim cantar
Eu não preciso de muito pra fazer meu samba
Eu sou da nova geração e minha ginga é de bamba
A batida é crua e você vai a lua e as letras mermão
vêm direto das ruas
Novas batidas recicladas eu vejo no sample
E o groupie da minha raíz eu sinto no samba
De gente bamba
nascido e criado no Andaraí
Que bateu lá no hip hop e apareceu por aqui
Dos lugares de onde eu vim
eu vou te contar
Quando eu contar AIAIA
você vai se paspar
Quebrando pedra eu levo minha vida frente
E nos terreiros dessa vida
cantando me faço presente
Falando,cantando,gritando situações dramáticas
Eu sigo meu rumo sem medo
deu perder a gramática
O dialeto é nato
com o microfone na mão
Então simbora no refrão

O DJ e o pandeiro, o MC é o partiteiro
Tem samba no meu hip hop
porque eu sou brasileiro
Eu tô ficando cansado
vou parar pra dar uma respirada, e continuo na levada
Estilo hip hop e atitude HARDCORE
Feito no Rio que nem esse aqui
não tem melhor
Meu samba é duro na queda
não é conversa fiada
É e sempre foi a voz da rapaziada
Cronista, jornalista ou coisa
parecida
Eu canto as coisas que vejo na minha vida
Eu já vi muito partiteiro tentando versar
Mas como eu aviso que eu tô pra brincar
A bola da vez já tá na caçapa
minha rima é cinza
O cabelo é piaçava

O que acontece irmão tá de bobeira?
AI
Isso é que samba de primeira

Fazendo Efeito

Dom romao, fazendo efeito
Joao donato, fazendo efeito
Marcelzinho, fazendo efeito
As gatas, fazendo efeito

Jotinha, fazendo efeito
Ubertrame, fazendo efeito…
Ei crianças nao tentem isso em casa, mpcsp é sinal de fumaça, eu e meus camaradas levando um som, soltando o verbo e só queimando um do bom…
Black Alien, está em casa
Andrehinha, está em casa
Zé gonzales, está em casa
Bertrame está em casa
Beed e Solsi estão em casa
Davi o marroquino está em casa
Tomy e o seu baixo estão em casa
Marioci está em casa
Eu misturei hip-hop com samba, diz o dito popular, morre o homem fica a fama, essa é daqui é pros que estao sempre do meu lado, é isso aí, muito obrigado.
Na moral, está em casa
Jackson está em casa
Carlos beiço está em casa
Dz Cuts está em casa
Dj Nuts está em casa
Speed está em casa
Marcelinho da lua está em casa
Eo seu Jorge está em casa
Essa é uma homenagem
Á minha mae,
Meu pai, meu filho, minha mulhé, minha irmã e a toda a minha família, é isso aí.. tim maia racional..

Eu Tive um Sonho

Essa noite eu tive um sonho.
Um sonho diferente,
sonhei com um camarada que não vive mais com a gente.
No sonho ele me disse queo céu é muito quieto,
lá não tem Break,
não tem som,
nem cara esperto.
Eu fico pensando aqui na terra eu era forte.
Todos me conheciam da Zona Sul a Zona Norte.
Eu até pensava em gravar um disco.
Mas chegou uns camaradas pondo um fim em tudo isso.
Mas eu vou ser um pouco atrevido,
vou fazer o céu ficar um tanto divertido,
ele virou as costas e foi todo agitado,
e foi dizendo pros anjos vocês estão muito atrasados.
Vou ensinar o custume do meu mundo esperto,
onde vivia com o peito e com o coração sempre aberto.
Tirem essas camisolas veste um corão bota uma lupa na cara e usa puma de salão e tem também a giria de ladrão: E ae cumpadi como é que é sangue bom.
E o meu estilo rap que é uma coisa e tanta.
E o meu estilo rap que é assim que se canta.
Eu canto assim porque eu fumo maconha.
Adivinha quem tá de volta explorando sua vergonha.
E tem também uma dança diferente uma coisa alucinante que mexe com a gente e depois de dizer aquilo fizeram o julgamento e os Anjos gritaram: queremos Break violento.
Estão dançando e já estão bons,
mas agora no céu todos fazem break de chão estão rodando de costas ainda estão em treinamento e mas esperto é Deus que já faz moinho de vento.
Vou dizer uma coisa como se fosse piadinha:Ele me mostrou uma foto com Jesus de escovinha.
Eu acordei.
Depois de tudo isso e do meu amigo muita saudades eu sinto.
Eu dise: Adeus Skunk nunca mais vou te esquecer, Deus que te ponha no lugar que merecer!
Adeus Skunk nunca mais vou te esquecer, Deus que te ponha no lugar que merecer!
Eu disse:Adeus Skunk nunca mais vou te esquecer, Deus que te ponha no lugar que merecer! Adeus Skunk nunca mais vou te esquecer, Deus que te ponha no lugar que merecer!
Ae eu grito:Hey Hou! Hey Hou
Eu disse:Heeey Hoou! Heeey Hoou!
Eu disse:Heeey Hou! Heeey Hou
Eu disse:Heeey Hoou! Heeey Hoou!
Deus que te ponha no lugar que merecer
Deus que te ponha no lugar que merecer

Encontro com Nogueira

Fui a uma festa na lapa
Que há muito tempo não via
O coro comia , era mc e partideiro
Tudo o que eu queria
Lá da cinelândia já se ouvia o som
Era o dj na vitrola
Meu deus que grave bom
Tava calor pra caralho
E eu com a camisa do mengão
Fazia estilo com um puma, bermuda e um batidão
Passei pela portaria
Tocava um Wu Tang Clan e junto a isso
Pandeiro, cuíca, surdo e tan-tan
É hip-hop com samba
Junto na mesma batida
Igual aquilo no mundo
Não tem coisa parecida
Mistura de Racionais
Com Orquesta Tabajara
Foi com isso que eu dei de cara
Me recoponho do susto
Vo direto pro bar pego uma cerva
Lá dentro era sujeira
Pra queimar uma erva
A mulherada dançando
Dexava florida a pista
Enquanto isso das caixas
Saía uma base sinistra
Tomei minha cerva iniciei meu bailado
É…
Eu tava mesmo endiabrado
Quando me dei conta
O astro rei já raiava
Pra desespero geral
Mais o dj caprichava toquei a pequena, à luz de um
Abajur lilás feito artista de cinema
Em cenas sentimentais perto do pronto socorro
Uma sirene me acordou
Num quarto sem forro
Em estado desesperador me levantei e lavei o rosto
Quase morro de desgosto
Pois foi um sonho e se acabou!

Batucada

Samba, a gente não perde o prazer de cantar
E fazem de tudo pra silenciar
A batucada dos nossos tantãs
No seu ecoar, o samba se refez
Seu canto se faz reluzir
Podemos sorrir outra vez

Samba, eterno delírio do compositor
Que nasce da alma, sem pele, sem cor
Com simplicidade, não sendo fulgaz
Fazendo da nossa alegria, seu habitat natural
O samba floresce do fundo do nosso quintal

Do fundo do meu quintal
faço esse som pra você
Duas vitrolas, vinil e uma SP
estilo variado fazendo a estrutura balançar
cantando rap samba láiá láiá láiá
deixo a temperatura do recinto quente
com o microfone na mão
abalando tudo pela frente
eu entro no samba com meu hip-hop
o dj solta a base a mulata sacode
não precisa presta atenção no que eu to dizendo
não tenho o que rimar
eu mando um remendo
agora lembrei de uma boa que rima com samba
eu sou da nova geração e
minha ginga é de bamba
mas sempre influenciado pela velha guarda
veio do fundo do quintal essa parada
fronteira não há para nos impedir
você não samba, mas
vai ter que aplaudir

Baseado em fatos reais

Baseado em fatos reais
perto do ano 2000
liberdade de expressão aqui nunca existiu
o que eles querem eu sei é me deixar de lado
polícia bate no povo e o povo aguenta calado
dizem que faço apologia porque canto a vida
querem tampar minha boca enquanto fecham a ferida
acostumado com o poder manipulando mente
fica sabendo compadre comigo é diferente
Rua é o lugar de onde vim
e de lá vem a história de muitos igual a mim
vou te lembrar de uma coisa
um velho ditado popular
a lei tarda tarda e tarda pra falhar
roubar matar ou levar o dinheiro do povo
querem me calar mas olha eu aki de novo direto do Rio de Janerio,
Zona Norte correndo atrás com muito trabalho e sorte
malandro que é malandro não inverga
e quem sou eu pra ficar quebrando regra,
senhoras e senhores estou chegando aos céus
Black Alien bem vindo ao banco dos réus;
Eu sou pago pra rimar e rimo pra ser pago
e até preso e desta história ninguém saíra ileso
não subestime esse é meu time
toc toc polícia é uma questão pessoal me pegar no crime
mas eu te trago más novas
o nascer do sol se mantém sublime
de um lado eu tenho Bob do outro eu tenho o jimmy
na lírica bereta na lírica glock
sentado no banco dos réus do lado do rei
meu foco é a minha sentença
eu sei hora do pesadelo bem vindo
cego num asilo
mar gelado
caindo no “pelo”
luz no fim do túnel
alarme falso
prazer em reve-lo
decepciona-lo
sangue na cena do crime vaza pelo ralo
imprecionado eu dei um dois no que Deus não me deu
pois e eu estou enjaulado
mas continuo no pareo Black Alien
estilo livre função MC
culpado até que provem o contrário
Pra quem vem do passado o futuro é diferente
o presente no tempo presente
o meu futuro é outro
eu vou estravazar com o melhor da gente
eu pico
a mula toca o barco e passa a bola
urgente como um bravo bombeiro
meu semelhante eu resgato
lava jato a visão distorcida dos fatos
a hora é agora e o lugar é aqui
revolução televisão não vai transmitir autoentitulado
Dj’s e Mc’s espaço entre a paz e o inferno é um triz
não vim a toa e vou ficar para sempre queimando
espalhando essa lava fervente
sem rabo preso ou assunto pendente
ninguém passa opente no alienígena residente
me pergunta se eu to pronto e te digo o tempo todo
o tempo passa o tempo passa o rodo
momentos lentos enquanto detentos
ano novo nada próspero o fundamento
escadinha de helicóptero
detritos federais me botam na seqüela
só quem tem sangue bom que não amarela
com vocês meu companheiro Marcelo
Os cães ladram
mas a caravana para como você disse otário
mas estou aqui pra te provar o contrário
meu raciocino é muito rápido
vai entrar na sua mente então tome cuidado
vai ser assim daqui pra frente
não gostam do que falo me jogam na jaula
e acho que até tive sorte
outros vão pra vala correndo atrás de mim
querendo me pegar
tão me confundindo não sou nenhum Pablo Escobar
D2 não
somente o rei só me meto onde sou chamado só faço o que sei
só quem tá lá sabe como é que é
um abraço seu Raimundo Pavilhão 2CPË
passarinho na gaiola não canta
mas o bom passarinho bate a poeira e levanta
sai pra lá pela saco não vão me alcançar
e se alcançar vai ser difícil derrubar
Esse é um pedaço de uma história
que eu passei a um tempo atrás
Baseado em fatos reais

À Procura da Batida Perfeita (2003)

À Procura da Batida Perfeita

Corre a batida é minha
Cheguei primeiro
Não rí faz a fezinha
Que é tudo por dinheiro
Solto na Babilônia
E lá procurar a paz
Perderam o Manual
E agora como faz?

João e Maria
Cheio de regalia
Entrou no conto do canálha que fazia e acontecia
Agora é artista não se mistura cá plebe
Domingo no Faustão Terça-feira na Hebe

Hiate em Botafogo Apartamento em Ipanema
Uma vida de bacana se eu entrasse pro esquema
Mas eu busco na raíz e lá tá o que eu sempre quis
Não é um saco de dinheiro que me deixa feliz

E sim a força do Samba a Força do Rap
O MC que é partideiro Bumbo que vira scratch
É o meu som que mostra muito bem o que eu sou
Onde cresci onde ando onde fica onde eu vou

Eu vo no Samba, pra lá que eu vou ( À procura da batida perfeita )

O bicho tá pegando
A chapa esquenta
O tempo passa mas a evolução é lenta.
Mas não tenho pressa
A velocidade é essa
Não há nada nesse mundo Compadre que me estressa

Porém Ah Porém
Há um caso diferente
que envolve toda a minha gente

Não se embuxa de ninguém
Fica do lado do bem
Atitude Amor e Respeito também

Eu vou no samba é gente bamba
A diferença é clara
A gente fuma e eles fama
Proteja a raiz prá que tenha bons frutos
Já diz o velho ditado:
“Quem tá junto tá junto”
E eu tô junto
E junto carrego o meu orgulho
Suburbano convícto
Sei meu lugar no mundo
Há coisas que o dinheiro não paga
Cê sabe como é
Tipo eu e minha preta só num rolé

Vai Vendo
Vocês tão pronto para um rolé
Vocês tão pronto pronto mesmo
Para rolé por qualquer banda
Do Hip Hop ao Samba

Versos à procura da batida perfeita
Eu Sei que pau que nasce torto se endireita
E eu exemplo vivo continuo na luta
Graças ao Stephan, Lurdes e Luca.
Eu Tô ligado na parada e sem crocodilagem
Safado é safado de humilde á malandragem
Nem Mané Galinha e nem Zé Pequeno
Eu sou aquele que cê sabe o nome
Vai vendo
Marcelo D2, boné, ou cabelo black,
não sei se o beck me fuma ou sou eu é que fumo o beck
MD2 é a sigla que vem no tag
Não sei se sigo o Rap ou é o Rap é que me serve
Fruto do andara criado na Lapa
Do Seu Jorge á Candeias
de Mos Def a Bambaataa
Declaro meu respeito a todos os rimadores
Partideiros, Repentistas e claro os versadores
Porque quem versa versa não fica de conversa
E se tem pressa rima melhor porque se expressa
E a minha pressa saca só saca só

Falei que eu vivo o pesadelo do Pop
Eu sei que no Samba eu represento o Hip Hop

O Bom partideiro só chora versando
Vai da água para o vinho e não fica se lamentando
Á procura da batida eu continuo rimando
Burn Baby Burn Eu continuo queimando
Saca só todo mundo que eu não vou repetir
Intelecto da rua pronto prá se divertir
E aproveito cada instante como o ar que eu respiro
Sagacidade sem precisar resolver no tiro
Da Central do Brasil a Plane Station
Os mandamentos que eu sigo são da Zulu Nation
E mesmo que não deixem
E ainda que se queixem
As portas que se abrem compadre
Nunca mais fecham
No samba de raiz onde eu me inspiro e posso buscar
Minha rima e até mesmo meu laiá laiá
Não tem parada que não pode
Então saca só cumpadre

Falei que eu vivo o pesadelo do Pop
Eu sei que o samba representa o Hip Hop
Não importa qual é a batida a levada aqui é pura técnica
Me diz qual é a tua preferida e manda

Falei que eu vivo o pesadelo do Pop
Eu sei que no Samba represento o Hip Hop

A Maldição do Samba

Quer dançar? quer dançar? então prepara
A maldição bateu sambou nunca mais pára
E tá na cara a raiz tá cravada no chão
Do tronco ao fruto com a nave mãe fazendo a conexão
E sangue bom eu disse sangue bom
Tem coisas que invadem o coração já disse o joão não
Ninguém faz samba porque prefere
Sobre o poder da criação força nenhuma no mundo interfere
E fabricado em série é o coringa do baralho
Resitência cultural casa do caralho
E passo a passo foi tomando conta de mim
É coisa fina dj com tamborim

Fortaleceu meus braços abriu minha cabeça
Um ser humano digno aconteça o que aconteça
Hip hop rio um punhado de bamba
E sabe o que que é isso a maldição do samba

O gringo subiu o morro e bebeu cachaça
Fumou maconha e obteve a graça
Depois do samba sua vida nunca mais foi a mesma

Show time a batida arregaça o melhor som da praça
O grave racha o muro e o agudo quebra a vidraça
Na vida tudo passa não a nada que se faça
Mas rima após rima não é de graça
Show time agora sabe como é que é samba no pé
Samba samba no pé
A percussão é eletrônica a favela na internet
O coco é enlatado e a banana é com chiclete

A maldição do samba

O flow é na batida e o relógio tic-tac
É papel e caneta o coração deu piripaque
Globalizado ou não eu mantenho os meus laços
Do hip hop ao samba é compasso por compasso
Nem feliz nem aflito nem no lugar mais bonito
Nada mais interfere no quadro que eu pinto
A benção velha guarda o samba de terreiro
A maldição te pega no rio de janeiro.

Pilotando o Bonde da Excursão
Num cachimbo ou vestido numa saia de seda
Minhas viagens com você são sempre uma beleza
Eu Tô chapado mas ligado sempre no que faço
Não vou ficar prá traz ampliei meu espaço

Porque eu e meus parceiro pelo mundo de rolé
Estilo de neguinho você sabe como é
Chego em Portugal pego um Haxixe do bom
No sofa com Narguile curtindo um batidão

Sangue bom sangue bom o problema não tá na erva
Viajo mais fico esperto para não me passarem a perna
É ruim de passar a perna porque eu tô sempre alerta
Essa parada é os policia que vem com essa conversa

Saio prá viajar , tem alguém aí? Eu saí pra viajar e fui longe
daqui
A viagem começou no fundo do campão
E geral cantou assim quando passou no Japão
Então M A R C E L O – D2

Isso não é viagem porque eu tava alí
E prá provar prá todo mundo eu vou repetir
Então M A R C E L O – D2
É pilotando o bonde da excursão

Sinistro cascudo sinonimo subversão
Nem do preto nem do branco é do verde
Uma onça do bigode do sarney do verde cumpadre
Juntinho na marola aqui ou lá fora

Paranóia delirante sem jogar conversa fora
É só sentir o efeito
Uma porta aberta na mente cruzado no peito
A vida é assim tem dia que da dia que não dá

Eu quero ver aonde mais que você vai me levar
Eu quero é ver

Diz que tem um cabrobó lá em Recife tem
Diz que tem um Home Grow no Canadá e tem
Diz que tem um Chronic na Califórnia e tem
Diz que tem o Canibani em Nova York e tem também
Diz que tem a La Mota mexicana tem
diz que tem o manga rosa na bahia e tem
Diz que tem o Skunk lá na Inglaterra tem
Diz que tem todos lá em Amsterdã e isso tem

Continuo viajando aqui no mic
É só jogar na seda, no bong, no pipe
Aperta aquela tora que tá tudo tranquilo
Mas sem essa conversa de perninha de grilo certo?

Porque aqui não tem fartura mas também não tem miséria
Fininho de cadeia do meu lado fala sério
Se for prá apertar aperta agora do jeito que for
Então passa a bola por favor

Eu represento o juizo final
Eu represento a batucada do fundo do meu quintal
E aonde você tá, aonde você pensa que tá?
A estrada começa aqui não tem lugar prá terminar

Pupila dilatada com uma cara de chapado
Com a cabeça caída pro lado
Portas abrindo o poder da visão
Aonde quer que você vá no mundo D2 preste atenção,
então vem Vem vem vem vem vem

Que a fumaça tá colada no som
É natural sempre teve que vai ter na mente
Algo que aumente a percepção
Olhar urbano, grande cidade,

Acostumado com a miséria mas não com a maldade
O caminho eu sei que é longo mas sou persistente
Posso cair me levanto e continuo em frente
Segura.

Loadeando

Stephan: “E aí pai, beleza?”

Marcelo: “Beleza filho. E tu? Tudo certo?”

Stephan: “Certo. E você? A procura da batida perfeita?”

Marcelo: “Sempre, rapaz. E aí? Como é que tá o colégio?”

Stephan: “Ah! O colégio tá bem! Eu que..você sabe como é que é,né?”
Round one…
Marcelo: O jogo começou, aperta o Start, na vida você ganha, cê perde,
meu filho. Faz parte.

Stephan: Ih! É ruim, eu não gosto de perder. Nem me lembro há quanto
tempo que eu não perco pra você.

Marcelo: Han.Calma filho, você ainda tem que crescer. O jogo apenas começou e você tem muito pra aprender.

Stephan: É! Eu sei. Eu tava só zoando. Você que lodeou e eu tô jogando.

Marcelo: Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho.

Stephan: Eu me desenvolvo e evoluo com meu pai.

Round two…
Stephan: Se o papo for futebol?

Marcelo: Ah! Isso é comigo.

Stephan: E se o assunto é playstation?

Marcelo: Tudo bem contigo. A evolução aqui é de pai pra filho.

Stephan: A família é Peixoto e representa o Rio. Eu me desenvolvo e evoluo com meu pai. Mas aquele passeio na Disney,quando a gente vai, hein?

Marcelo: Han! Sabia. Tava demorando. Deixa o dólar dá uma baixada ai nós vamos, certo?

Stephan: Ih! Beleza. A comida tá na mesa. Mas pro dólar dá uma baixada é uma tristeza.

Marcelo: É! Tu sabe que a vida não tá mole pra toda família, que segue firme e forte, na correria.

Stephan: Me lembro, é só olha pra trás. Mas pra vida melhorar,como é que faz?

Marcelo: Não fico parado, esperando a ajuda da Unesco. Na minha vida ando pra frente, sempre em passo gigantesco.

Marcelo: Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho.
Stephan: Eu me desenvolvo e evoluo com meu pai.

Stephan: O pensamento é rápido. Não enrola. Três pra frente diagonal pra cima e bola.

Marcelo: É! Já vi que tu tem o poder. O controle tá na tua mão e o jogo é pra você. Mas a persistência é o que leva a perfeição. Eu que lodiei, você joga e é exemplo pro teu irmão.

Stephan: Você é o reflexo do espelho do seu pai. Eu também. Uma coisa eu aprendi, planto amor pra colher o bem.

Marcelo: Ah moleque!Assim que é meu filho, assim você me deixa orgulhoso, uma coisa que a gente tem que ter muito no coração é amor e é por essas e outras que:Marcelo: Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho.

Stephan: Eu me desenvolvo e evoluo com meu pai.

C.B Sangue Bom

(Como diz meu parceiro Bezerra da Silva
Eu não preciso fazer a cabeça
eu já nasci com ela
A questão é….
Até onde que ela pode me levar
Se é que ela pode me levar)

A vida é um eterno perde e ganha
Um dia a gente perde
No outro a gente apanha
Apanha e nem por isso a gente vai fugir da luta
Num vou baixar a cabeça prá nenhum filho da puta

As pedras no caminho a gente chuta
É super natural
Não deixo abaixar minha moral
Tenho que me manter em movimento
A vida não é mole
Mas qualquer parada enfrento, enfrento

Tão louco você pensa que está
E se é que está
Tão louco você pode ficar

Se a vida não é do jeito que cê quis
A idéia é procurar
O caminho que te deixa feliz

Ficar do lado do bem,
Eu fico também
Se o papo for atitude
Não tem prá ninguém

A questão aqui é o sangue bom é quem
Se a felicidade tá numa nota de cem

Will:
a lot of brothers, they tried
but they need to try harder
I shared my views a day other
find a way to some order
but they’d be lacking a map
stuck in the cage
living in chack and a trap
where no key to my laps
just take a look at you now
why you ask for looking
don’t be a fool and
given mistaken
for the good opportunity upon
take a look around
brothers forever be loosing their mind
and their soul
that goes by
but I’m keeping them strong
keep them a’head up
just look to for the lone
jeopardy!
I’m trying trying to overwrite the wrong
I’m here till I’m thick and thin
and again and again
bring it, I’m about to win
look back then
because i’m sick and
damn’ tried to sing
yeah, i got the good blood
a sangue bom blood
ake a sip, go, i guarantee
it’s good stuff, good stuff

Do lado de cá faço a conexão
Do lado de lá só pinta sangue bom
Chego no fim do caminho nem que vá à pé
Então me diga com quem andas
E te direi quem é

Do lado de cá faço a conexão
Do lado de lá só pinta sangue bom
Chego no caminho nem que vá à pé
Me diga com quem andas
E te direi quem é

Aí CB!
Sangue bom que é Sangue bom
É considerado quem qualquer lugar
Tem que saber chegar
Sem papo torto

Chega no sapatinho
Mantenha o respeito
A procura da batida perfeita
Eu represento o Hip Hop Rio
Já é
Já é
Parceiro

Laia laia laia oba oba oô

Batidas e Levadas

Quem é que mistura o Rap com o Samba quem é?
Sou Eu Sou Eu

E fala no pepe a cocha fica bamba quem vai?
Vou Eu Vou Eu

Que fica na mesa até fecha a tampa que é?
Sou Eu Sou Eu

E no batidão só versa gente bamba quem vai?
Vou Eu Vou Eu

Beats and flow é isso que eu sou
Um centro-avante com a bola em direção ao gol
Uso os dois lados do meu cérebro
E isso me diferencia
Mas é lógico eu ando sempre em boa companhia
Do meu parceiro Aori ao meu cumpade Skunk
Eu represento os MCs que tem a veia punk
O microfone é o tanque
começa a bombardear
É tipo Laurin Hill “uhu la la laa…”

Me concentro outra vez e volto na levada certa
quatro por quatro groove
e o caminho é de pedra
eu to ligado preto velho já dizia
“Ordem para o povo e Progresso prá burguesia”

Então minha tia
meu tio
as cachorra no cio
No rio eu cultivo
as amizade que crio

mente sã corpo são
espírito santo amém
é, tá mais difícil do que ver nota de 100
Um sagaz homem fumaça
Ontem hoje e sempre
Legitimo sangue azul do clã
Planet Hempa

Ponha suas mãos para o ar
Porque agora o bicho vai pegar
Os cães ladram mas a caravana nunca vai parar

Quem é que mistura o Samba com o Rap quem é?
Sou Eu Sou Eu

E no batidão só versa gente bamba quem vai?
Vou Eu Vou Eu

Que fica na mesa até fecha a tampa que é?
Sou Eu Sou Eu

E fala no pepe a cocha fica bamba quem vai?
Vou Eu Vou Eu?

Qual é

Hiemolai Hiemolai!
Hiemolai Iê!…

Laiê! Laiê! Laiê!

Ih! Eu tenho algo a dizer
Explicar prá você
Mas não garanto porém
Que engraçado
Eu serei dessa vez
Para os parceiros daqui
Para os parceiros de lá
Se você se porta
Como um homem, um homem…

Será?
Que você mantém a conduta
Será?
Que segue firme e forte na luta
Onde os caminhos da vida
Vão te levar
Se você agüenta ou não
O que será, será
Mas sem esse caô
De que tá ruim, não dá
Isso eu já ouvi, vi, venci
Deixa prá lá…

Tá ruim pra você
Também ta ruim pra mim
Tá ruim pra todo mundo
O jogo é assim
Sem sorte no jogo
Feliz no amor
Quem nasceu prá malandragem
Não quer ser doutor
Há 500 anos
Essa banca manda a vera
Abaixou a cabeça já era…

Então diz!
Essa onda que tu tira
Qual é?
Essa marra que tu tem
Qual é?
Tira onda com ninguém
Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?…

Então vem!
Devagar no miudinho
Então vem!
Chega devagar no sapatinho
Malandro que sou
Não vou vacilar
Sou o que sou
E ninguém vai me mudar
Porque eu tenho um escudo
Contra o vacilão
Papel e caneta
E um mic na minha mão
E é isso que é preciso
Coragem e humildade
Atitude certa
Na hora da verdade…

E o que você precisa
Prá evoluir?
Me diz o que você precisa
Prá sair daí?
O samba é o som
O Brasil é o lugar
O incomodado que se mude
Eu tô aqui prá incomodar
Ôh! De que lado você samba?
Você samba de que lado?
Na hora que o coro come
É melhor tá preparado
E lembrando de Chico
Comecei a pensar
Que eu me organizando
Posso desorganizar…

Essa onda que tu tira
Qual é?
Essa marra que tu tem
Qual é?
Tira onda com ninguém
Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?
Me diz!
Essa onda que tu tira
Qual é?
Essa marra que tu tem
Qual é?
Tira onda com ninguém
Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?…

Amar como ama um black
Brother!
Falar como fala um black
Brother!
Andar como anda um black
Brother!
Usar sempre o cumprimento black
Brother!…

Quantas vezes
Já cheguei no fim da festa
Quantas vezes
O bagaço da laranja
É o que resta
Não me dou por vencido
Vejo a luz no fim do túnel
A corrente tá cerrada
Com os meus punhos
Vai dizer que você
É um perdedor?
Daqueles que quando
Sua família precisa
Cê dá no pé?
Vai dizer que você prefere
O ódio ou amor?
Então me diz neguinho
Qual é?…

Essa onda que tu tira
Qual é?
Essa marra que tu tem
Qual é?
Tira onda com ninguém
Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?
Essa onda que tu tira
Qual é?
Essa marra que tu tem
Qual é?
Tira onda com ninguém
Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?
Qual é? Qual é? Qual é?
Qual é neguinho?
Qual é?…

Hiemolai Hiemolai!
Hiemolai Iê!…

Laiê! Laiê! Laiê!
Laiê! Laiê! Laiê!
Laiê! Laiê! Laiê!
Laiê! Laiê! Laiê!

Meu Samba é Assim (2004)

Meu Samba é Assim

Quem é que mistura o rap com samba?
Eu disse samba (samba)
E pega um Dj (Dj) e um tamborim (tamborim)
Então vem comigo

Meu samba é assim
E tá bom pra mim
Dois toca-discos e um tamborim
A calça é larga, o boné pro lado,
4 por 4
Mais sincopado

Aperta o play, aumenta o som
E joga na seda aquele do bom
No batidão, chora cuíca
Erros e acertos parceiro, coisas da vida
Mas quem diria? Que engraçado, hein!
Foi pra cadeia e agora bomba no rádio

MD2 de novo, a voz do povo
Do tiozinho mais velho ao moleque mais novo
Trago cultura de um jeito simples
Corpo fechado que não aceita revide
Você não sabe o que é que rola parceiro?
Te conto!
Só um tempinho pra mim, tô pronto!

Se eu canto rap é que meu samba não vai parar
Se eu canto samba é que o meu rap agora tá lá
Não adianta que o meu rap não vai parar
Vamo que vamo que o som não pode parar (2x)

Meu samba é assim
Chega e fortalece a corrente
Vagabundo corre atrás porque eu já tô lá na frente
Meu samba é assim
Luto por toda a minha gente
Tá ligado? RJ, tipo linha de frente

Meu Samba é assim
Tá bom pra mim
Dois toca-discos e um tamborim
A calça é larga, o boné pro lado,
4 por 4
Mais sincopado

O canetão rodou o mundo
Assinatura (iiiiiii) tá lá no muro
Se eu quero fama? Não!
Pergunte assim:
O que é que é o samba?
Meu samba é assim

Minha camisa é Manifesto 33 1/3
Quem tem estilo reconhece que já vem de berço
É força e branco
fica no talento condins
São as coisas simples da vida
Que me fazem feliz

Se eu canto rap é que meu samba não vai parar
Se eu canto samba é que o meu rap agora tá lá
Não adianta que o meu rap não vai parar
Vamo que vamo que o som não pode parar (2x)

(Quero ver quebrar assim)

Meu Samba é assim
Tá bom pra mim
Dois toca-discos e um tamborim
A calça é larga, o boné pro lado,
4 por 4
Mais sincopado

Quem tem os beats e sabe o que faz
Bota a mulhereda sambando e pedindo mais
Me lembro muito bem de ouvindo João Nogueira
De um rap junto com samba
Lá na quadra da Mangueira
Do samba de primeira esquentando os tamborins

Meu som é assim
Minha cara é assim
Minha voz é assim
Eu sou assim
E se quiser gostar mim, aê
Meu samba é assim

(Pra mim, pra mim
O samba é bom
quando é cantado assim).

Sinistro

Sabe o q acontece?
Satisfação pra rimar
O tal do rap com samba que tocou em todo lugar
Rio de Janeiro, belo lugar!
Cenário imperfeito, perfeito pra se inspirar
Quatro da manhã largado no sofá
Jogando um play, a idéia vai chegar
É um atrás do outro não, não vai parar
Malandro de carteira agora tem que trabalhar

Eu vou atrás, à procura da batida perfeita
Meu samba é assim, aliado de uma rima bem feita
Ritmo, coragem, respeito, perseverança
O que eu tenho são meus discos pra deixar de herança
Hip hop Rio, é uma escola e tanta
Zoeira da lata isso eu já dei a planta
Eu e meus parceiros levando um som
Soltando verbo e só queimando um do bom

É sinistro! A mistura do rap com samba
É sinistro! O memo papo aí é que você se engana.
É sinistro! Enquanto não me entenderem eu insisto
É sinistro cumpade! É sinistro! (2x)
Eu vivo por isso e alguns morrem por isso
E se alguns morrem por isso eu rimo por isso
E é por isso que meu samba é assim
Tem nego que não gosta mas meu samba é assim
Um pouco de percussão junto com batidão
E o Mc tá a postos, microfone na mão

M, A, R só pra mudar um pouco
C, E, L, O e volta tudo de novo
Estilo parceiro, cada um tem o seu
Se o meu é original, não sei, mas é meu

E o João! Deixou esse presentão
No meu terreiro, que ouviu o meu samba primeiro
E DJ Primo! Me dá uns beats que eu rimo
Acende um fino que é pra vê se essa vira hino

É sinistro! A mistura do rap com samba
É sinistro! O memo papo aí é que você se engana.
É sinistro! Enquanto não me entenderem eu insisto
É sinistro cumpade! É sinistro!

É Assim que se Faz

Ei pretinha!
Como é que cê ta?
“uhmm, To bem”
Qual o seu nome heim?
Posso me sentar?
“Vou pensar”
Você faz o que?
Trabalha ou Estuda?
“uhmm, você quer saber mesmo é?”
Eu acho que cê precisa de um parceiro na luta
“Essa eu quero ver”
Me disseram que cê gosta de Rap com Samba
“É, ai você acertou”
Então vem comigo que eu só ando com bamba
“hahaha, Éééé”
O que você acha?
Jogão do Mengão no Maraca.
“ahh, fala sério”
O que você gosta mais?
De ouro ou de prata?
“Ah…claro, diamante”
De cima do palco você tava brilhando
“hahahaha”
Você ta ligada que eu tava te olhando
“uhhmm, tava sim”
Me da o teu número pra eu te ligar?
“uhhmm, vo pensar”
Ai quem sabe um dia a gente… sei lá
Tudo bem?
Com Amor
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz
Com Amor
É assim que se faz óh
É assim que se faz
É assim que se faz óh
E aí parceiro?
Vamo toma uma cerva?
“Boa, demoro, só se for agora”
Falar um pouco da vida que se leva
Ai!, se eu te contar tu nem acredita
“O que?”
Agora eu encontrei a mulher da minha vida
“Sério!? De novo, porra”
Eu tava sem nenhum puto no bolso
“Tem problema não, isso eu entendo”
Aquela mulher vale qualquer esforço
“É mesmo
Diz ai”
Sabe aquela parada mesmo
como chama?
“Amor né,
não é não essa parada?”
As vezes a gente esquece
Que malandro também ama
Por que?
“Pode crer”
Com Amor
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz
É assim que se faz óh
É assim que se faz
Com Amor
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
“E ai, pode ir me contando tudo
ele ja te ligou”
“Ai, ainda não”
“Será?, ele ta no bar,
bebendo com a galera”
“Fica calma
Ele vai te ligar
Cê vai ver”
“Será? que vai ligar?”
“Iiiii, ta amarradona”
“É acho que eu to amarradona”
“ahhh, com certeza vai rolar?
Ja vi tudo”
hahahahahahaha
Se você ta longe
Eu vou aode você ta
se eu que to longe
Então chega um pouco pra cá
Porque aonde você for eu vou
Tudo que quizer eu do
Pode acreditar
Onde você tiver eu to
Porque
Com Amor
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz
É assim que se faz óh
É assim que se faz
Com Amor
É assim que se faz
Com Respeito
É assim que se faz
Com Amizade
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz óh
É assim que se faz
É assim que se faz

É Preciso Lutar

Antes de mais nada me apresento outra vez
Peso pesado do mic, teste, 123
Eu tenho fé que meu caminho é no requinte do samba
Eu tenho força e coragem de um guerreiro que ama
E vê se me escuta, que a minha é a batida perfeita
Eu tô na luta, respeito só tem quem respeita
Então respeita a família direito
Cada um sabe a cruz que carrega no peito
E tem sempre um zé na vida querendo te atrasar
Fingindo te advogar mas na hora que o bicho pega o tal zé nunca tá lá, tá louco é pra atrapalhar
Mas tu sabe como é que é
Coração de malandro bate na sola do pé
Protagonista de um filme que não tem dublê
De orçamento baixo e sucesso na tv
Eu mato a bola do jeito que ela vem, eu faço samba tipo sabotage e rap tipo jorge ben
“há um momento na vida, em que é preciso lutar (levanta a cabeça), é quando o sonho da gente (aê) resolve um dia apontar (ninguém é melhor que ninguém-1x)” (2x)
Eu continuo na luta filho da puuuuta….
Então controla, se a marcação aperta passa a bola, não dá mole, a vida é curta, a hora é agora
Então resolve de que lado você tá, não demora.
O tempo passa, o flow vai e a base volta
Se as garotas do leblon agora olham pra mim, vou te falar cumpade que nem foi sempre assim
Batalhador, quando os flashes tão pra mim eu não corro nunca se esqueça que eu sou cria do morro
Não leve a mal, não leve a mal, eu sou daqueles que ainda distinguem o bem do mal
A minha luta é à procura da batida perfeita, você faz a cama que você deita
A hip-hop rio eu represento (represento), a manifesto também represento (represento), a na moral eu represento (represento), à procura da batida perfeita eu represento (eu represento)
“há um momento na vida, em que é preciso lutar (levanta a cabeça), é quando o sonho da gente (aê) resolve um dia apontar (ninguém é melhor que ninguém)”

Nunca Esquecer

Eu sou um neguinho com uma missão
Correr atrás do meu e ter uma condição
Botar meu povo numa posição
Ser cor, toda verdade na religião

E não me importa se é macumba ou crente
O que importa é se faz bem pra gente
Buscar nas coisas simples a felicidade
Nunca esquecer de que lado eu vim da cidade
Eu vim de um lado pobre, mas que tem dignidade
Que mesmo sem dinheiro é feliz de verdade

Quem nasceu na rua, e foi criado na rua
Nunca se esquece da vida na rua
Andar de pé no chão, com o manto rubro-negro
Tomar conta de carro na fila pra arrumar um dinheiro
Nunca esquecer que minha mãe trabalhou e muito
Pra hoje eu ser o que sou.

Nunca esquecer de onde eu venho
Nunca esquecer do meu empenho e tenho
Nunca esquecer da família e dos perceiros
Nunca esquecer que eu já fui felix sem dinheiro (2x)

No meu primeiro disco eu já vendi platina
Foda-se! O Macarena foi seis vezes platina
Imagina se a gente sai dos gifts
E bota o Bezerra em cima do beats
E vem você Skank mandando os versos
Parte dos sonhos parceiro, já deram certo

Nunca esquecer que eu já fui camelô
Mas a palavra “sofredor”
Não representa o que eu sou
Trabalha desde cedo. Beleza! Tá meneiro!
Garoto suburbano tipo como: Rio de Janeiro
O respeito que eu dou
É o respeito que eu tenho
Então, nunca esquecer de onde eu venho

Nunca esquecer de onde eu venho
Nunca esquecer do meu empenho e tenho
Nunca esquecer da família e dos perceiros
Nunca esquecer que eu já fui felix sem dinheiro (2x)

M-A-R-C-E-L-O

Nascido e criado no Andaraí
Rua, é o lugar de onde eu vim

Me lembro do tempo de muleque no Andara…
Me lembro do tempo que eu filava bóia…
Me lembro do tempo do mengão no Maraca…
Me lembro do tempo do seu Wilson no Jóia…
Me lembro do tempo do rolé la na Lapa…
Me lembro do tempo de Padre Miguel…
Me lembro do tempo da Vila, de Noel..

Pra que amor?

A-m-o-r… amoooor! eu disse a-m-o-r… amoooor amoooor!

Sem luz, segura o flash eu tenho uma pergunta.
Aí, ve se não esquece, aonde há amor há luta.
Amor pelo rap, luta pelo povo.
Busco nos antigos sem medo do novo.

Pensa bem, o que eu faço reflete o que eu sou,
Só você sabe mesmo o que se passou.
Pra que amor? e pra aonde que eu vou.
Então vem, vai, responde a pergunta.

Pra que amor? pra criar os meus filhos com dignidade que é pra
Dormir tranqüilo.
Pra que amor? pra seguir meu caminho, com a cabeça erguida e olha eu
Não to sozinho.

Se você tem amor e luta do lado do bem ou só acredita que há
Valor em nota de cem.
Vai arregar pra esses filha da (hum), então vem, vai responde a
Pergunta.
Pra que amor? (diz pra eles marrom) se não veio de dentro
Então… pra que valor? você jurou!

Na base ou a capela, no asfalto ou na favela, alvorada não é
Triste é a melhor coisa que existe.
Quem tá de guerra da tregua sem medo não amarela carrega amor
Insiste e agora volta pro beat.
Tipo amor antigo de um tempão atrás
O rap tá na indústria e ele a gente não trai.

Foco no trabalho. mantendo a conduta.
Então vem, vai, responde a pergunta.

Pra que amor? pra na trilha sonora, tomar um vinho, ouvir um som
Do cartola.
Pra que amor? pra memo com nota de cem, ter amor supremo com john
Contrem.

Se você tem amor e luta do lado do bem ou só acredita que há
Valor em nota de cem.
Vai arregar pra esses filha da (hum), então vai, vem responde a
Pergunta.
Pra que amor? se não veio de dentro então… pra que valor? (diz
Pra eles marrom) você jurou!

Quem é que precisa de amor também?
O rico! o pobre! o preto! o branco!
Quem é que sofre com ódio também?
O rico! o pobre! o preto! o branco!

Pra que amor? pra que amooooor? ôôôôuuu… uba uba uba

Pra que amooor? pra que amor!

Uma coisa assim…

Lapa

Então…vâmo fazer um som sobre a LAPA, sério porra!

Eu me sinto fraco, longe, saudade dos Arcos e do
Bonde, LAPA, bem-vindo aonde os ratos se escondem,
espaço da cidade que pra mim é um marco, não é viagem,
toda vez que eu parto, eu nasço, toda vez que eu parto,
uma parte de mim se faz, cada verso é um pedaço disso
que eu deixei pra trás, esse é meu universo, curtiços,
cabarés, vidas, sem compromisso, vivida do jeito que
não se vive mais, e a cada vez que eu tô de volta, são
mais crianças na calçada, isso muito me revolta, sem
esperança, minhas lembranças de infância, viraram
souvenir de nada, olhe em volta, mas eu me sinto
forte, perto, dos amigos, no Rio antigo, esse é meu
abrigo, onde eu me identifico, esse é meu bairro,
parcero, da Riachuelo a Taylor, todos tem que
reconhecer que…

Quem faz a LAPA viver…é nós!

Joaquim Silva, às 5 da matina, família, num free da
esquina, as mina chama as amiga pra ver, (Marecha na
rima!), sem imitação de platina, tira os refletor de
cima, só o espírito dos mestres das antiga, que
ilumina, Bezerra, Morenguera, João Nogueira, Jovelina,
bota a mão no coração, os copo de limão pra cima, muita
saúde LAPA, um brinde à malandragem, aos que não estão
mais com nós, paz, derramo um gole de homenagem, cada
pingo no chão, fortalece a raíz, a razão de quem quer
ser feliz na missão, meus irmão, tão de pé, sempre
disposição, só quem é, com meu som, sua mulher pede
bis, vacilão, eu vivo a pista, a visão não mudou, é o
mesmo chinelo no chão, coração merecedor, pra quem diz
que eu sumi, não entende profissional, nem todo sábado
eu tô lá, mas a batalha ainda é real…

Quem faz a LAPA viver…é nós!

A LAPA, a LAPA tá voltando a ser a LAPA, onde ainda
tem brasa, tem sinal de fumaça, já são 8 da manhã, a
gente ainda tá aqui, tipo 998, eu, Marecha e Aori, é
só olhar pro lado, a gente ainda tá ali, viu? num é só
de rima que se faz um MC, também de sonhos de rua, de
ter uma boa mina, de chegar no palco do Circo e todo
mundo botar a mão pra cima, lá eu aprendi que tem que
tá sempre alerta, um bom lugar, uma boa conversa,
pedaço cheio de gente trabalhadora, fica ou não de
bobeira de segunda a segunda-feira, correr atrás do
seu espaço nos palcos, ou, ficar esperando o sol
nascer atrás do Arcos, se não conhece, pode chegar
parcero, o coração da Boemia, Centro, Rio de
Janeiro…o L é o meu lar, o A é o amor que não pode
faltar, no P eu peço paz aos parceiros, aos pioneiros,
poetas e partideiros que estiveram aqui entre nós…

Quem faz a LAPA viver…é nós!

Malandragem

Aí malandragem, é contigo mesmo, é contigo mesmo..

Reza aquela lenda que malandragem não tem
Malandro que é malandro não fala pra ninguém
Antigamente era ceda, hoje a camisa é larga
A noite começa em qualquer lugar e acaba é na lapa
O que era calça branca agora virou bermudão
Mas continua o anel a pulseira e o cordão

Rolézinho a dois, de mustang 73
O Hip-Hop com samba é Bola da vez
Rap brasileiro, viajou o mundo, se encheu de prêmio e agora
nobre vagabundo
Chega e tira onda, arrebenta as caixa
Entra lá na VIP e bebe cerveja na faixa

É isso que tu quer pra tua vida parceiro
Fumar um, tirar onda, e encher o bolso de dinheiro
Malandro que é malandro tem a cabeça feita
É a tal história da procura da batida perfeita

Ihhh, numa hora dessa e apita a consciência
Vários anos de barulho e tem que mostrar competência
Falar do que que eu fiz

É você fez sim
A consciência dói
Vc não vai se livrar de mim
Malandragem mesmo bebe duas e vaza
Leva respeito da rua e sempre o amor de casa

Mas que saber, essa eu fui esperto
Tenho amor e respeito
Eu to no caminho certo

Haha, O que?

Só rimo com os bamba
Só nos beat boys
Só ando nos pano e represento os irmãos

Ihhh, lá vem você de novo com esse papo

É claro
O Mario ta na mesa e o primo nos pratos
Chega de mansinho, toma de assalto
O bicho pega mesmo é lá em cima do palco

Olha aqui malandro não fica de blá-blá-blá

O papo é reto a fumaça que eu jogo pro ar

2x
Um filme de malandragem sem querer tirar vantagem
Dedicação no jogo que o Rap é o som
Malandro que é malandro
Não fica de pinlantragem
O Rap é com samba então é o momento e fica bom

Papo cifrado só quem entende é a rua
O que aprendi na vida é que cada um cuida da sua

E esse sim, é malandro de verdade
Mantém a boca feixada com responsabilidade
Muda de conversa sem problema nenhum
Eu nunca vi e nem vou ver se neguinho fumar um

A conduta certa você sabe eu também

Ahãm

Código de rua que a malandragem sabe bem

Malandro isso
Malandro aquilo
Ve só quem fala
Se fosse um tempo atrás eu carregava é navalha

A vida ta boa, vai
Mas sem lamento
Agora que a gente ta se acertando no argumento

Então entramo num acordo eu e minha consciência
Eu vou no sapatinho e ela tem paciência

Conversa fiada
Cada um com a sua viagem
Apenas o roteiro de Um Filme Malandragem

Haha
Aí personagem
Tem que ouvir a sua conciência
A maior malandragem do mundo

É viver

É a maior malandragem do mundo
É viver
Então vai, vai, vai, vai

Falador

Ai, Disse-que-disse,
Parece Dona Candinha
Tu não cuida da tua vida e quer cuidar da minha
A minha funciona como uma trilha sonora
Eu não tenho tempo pra jogar conversa fora
Tu falou com Zé que o João contou
É tipo um Leão Lobo que não se profissionalizou

Não consegue ficar sem bater com a língua nos dentes
Não é dedo duro que vai quebrar a corrente
Eu vou te dando trégua só pra ver onde cê vai parar
Cê fecha a boca mas não para de falar
E fala pelos cotovelos, tá me deixando louco
Pra atrasar tem muitos, pra adiantar é que tem poucos.
Mas aí!

Falador passa mal rapaz
Falador passa mal (2x)

Então para
Tu já falou demais se liga
Quando tu fala tem gente que corre atrás
Tem gente que corre atrás e tá fazendo a festa
E tu? tu tá com a faixa de X-9 na testa
Usa TV e o rádio pra falar dos outros
Paga de Zen, mas é um puta invejoso
E se pergunta: Aonde as pessoas boas estão?
Só seu mundinho que é bom então.

Quantos neguinhos me dão tapinhas nas costas
Quantos neguinhos enchem meu ouvido de bosta
Quantos neguinhos vem com o dedinho pedindo paz
Me dão um abraço pela frente e uma facada por trás
Mas aí!

Falador passa mal rapaz
Falador passa mal

Ultima chance
Tu queria ser do jeito que eu sou
Mas tu não aguenta carregar minha dor
Tu queria ir nos lugares que eu vou
Mas, aonde eu ando não anda falador

As ruas tão de olho no que você faz
As ruas não dão ponto pra quem leva e trás
Falar de mim é fácil, difícil é ser eu
E eu tô saindo fora. Vai cuidar do teu

Nega

Tem aquele momento na vida, parceiro, que você encontra uma
Mulher, a nega, a nega que lhe faz mudar,
e a minha? a minha eu encontrei

E essa até daria um samba que seria mais ou menos assim:
No meio da multidão ela brilhou pra mim
Tava lá tranqüiliho no meio do show
Eu tive que me concentrar pra não perder o flow
Mas na hora do olho-a-olho não teve mentira
Aquela mulher, compadi, que me inspira inteligente, forte
Com o próprio estilo, forma comigo e nunca dá vacilo

Levei no samba, ela sambou
Chamei no rap, representou
E me mostrou que é uma mina de fé
Hoje sou eu e minha preta, só no rolé

Então nega, vem, mora comigo
Nega, vem ter dois filhos comigo
Nega, vem me fazer sonhar
Nega, fazer de mim um super-star (2x)

Então vem mora comigo
Vem ter dois filhos comigo
Eu faço uns beats que é pra sambar

Eu vou morar contigo
Eu vou ter dois filhos contigo
Mas só se for pra casar

E se não tem dinheiro eu faço
Me dá um beijo e um abraço
Felicidade você sabe nega, é passo-a-passo
Sou seu melhor amigo
Então não briga comigo
Eu chego tarde em casa mas
Eu durmo é contigo nega
O seu sorriso é o que me faz bem
Um cafuné e um carinho nas costas também
Uma grande rainha do lado de um grande rei
Os nossos filhos com saúde o reino que eu imaginei

Então nega, vem mora comigo
Nega, vem ter dois filhos comigo
Nega, vem me fazer sonhar
Nega, fazer de mim um super-star (2x)

E todo mundo na rua tá ligado que eu sou seu
Daqui pra frente é tudo nosso, não tem mais “é meu”
Na barriga aquela parada, na mente aquela parada
O complexo mais divertido no choro ou na risada
Eu sei que o resto da minha vida é do seu lado nega
Você é linda, não tem nada errado nega
Daqui pra frente é o futuro igual o passado nega
É tudo nosso nega, tô do seu lado nega

Então nega, vem mora comigo
Nega, vem ter dois filhos comigo
Nega, vem me fazer sonhar
Nega, fazer de mim um super-star

That’s What I Got

Essa é pros amigos, que formam comigo, que por causa
do
Hip Hop, só aumentam o ciclo, do Andaraí até L.A, tô
na estrada, sei do meu caminho, mantenho a antena
ligada…

Pilantragem, traíragem, mantenho o corpo fechado, seu
olho gordo é em vão, um B.Boy sobrevivente, sempre
adiante, um microfone com um som de mais de mil
alto-falantes…

Sem essa de alto-afirmação, mas tem que tá na parada,
D2 e Charlie Tuna, qualidade controlada, vivendo um
sonho, lógico, o meu, a caminho não é de tijolinho
amarelo, mas é meu…

Que meu tambor toca assim, não importa a língua pra
mim, é que vagabundo é foda, deixa eu ganhar o meu
dim, é pra bombar no seu estéreo, vou botando de
leve,
ri não, fala sério, é que vem da selva essa febre…

Old school, velha guarda, Brasilian Time, saravá,
toca-disco e tan-tan…B.boy, passista,roupa larga,
ou
na beca, versado ou rimado…meu samba é assim, tá
ligado, diz pra ele, Charlie…eu continuo queimando
tudo até a última ponta!

Gueto

Eu ‘tô’ na rua e vejo a vida como um vídeo clipe
Problemas passam como um clique!
Armas e brinquedos
Se confundem na mão de uma criança
Eu até entendo quem não tem mais esperança
É que eu vim da zona norte
Um lugar pobre
De gente honesta e humilde
Mas gente nobre
Você tem que andar na linha
Se manter no bolo
Não se assuste, esse é só o começo do jogo
Primeiro um flash
12 ou 13 coisas para resolver
Não dá nem tempo de pensar no que fazer
E outro flash
E fica tudo preto
Vamos tomar o poder ou continuar no gueto?!

Refrão:
Você quer sair do gueto
Mas a sua mente é o gueto
Você quer fugir do gueto
Mas o mundo inteiro é o gueto

O que não me derruba fortalece
A sua polícia não me causa estresse
Paz e liberdade é o que todo mundo quer
Mas o que ‘cê’ ’tá’ disposto a perder
Quando tal paz vier ?
Quer falar de gueto ?Fala Rio de Janeiro!
De paraíso a mais sujo puteiro
Respeito a quem sobrevive a isso tudo
E não precisa mais temer o mundo
Debaixo dos planos
‘Tá’ no orgulho suburbano
Um pouco de europeu
Um pouco de africano
“Acho que fui traído”
Ah! Puro blá blá blá!
‘Tá’ na hora de levantar e lutar!
Evolução a qualquer custo ?
O dinheiro manda ?
Mas a rua vai ficar é com o samba!
Política do medo
Todo mundo roubando
Mais nunca vão roubar a alma de um malandro!

Refrão:
Você quer sair do gueto
Mas a sua mente é o gueto
Você quer fugir do gueto
Mas o mundo inteiro é o gueto

G-u-e-t-o! ‘cê’ sai do gueto mas o gueto não sai de você!
Re-vo-lu-ção! tudo que eu preciso e de um mic na mão!
E não preciso abaixar minha cabeça
E nem preciso falar mau de ninguém
O que eu preciso é me focar no meu trabalho
Me focar na minha família
Que aí o meu sucesso vem!
Rema, rema
E não sabe o que quer
Pra quem não sabe que caminho vai, pega um qualquer!
Me diz aí!
Vai ficar sentado no gueto
Ou vamos ser parte de algo e escrever o enredo?

Refrão:
Você quer sair do gueto
Mas a sua mente é o gueto
Você quer fugir do gueto
Mas o mundo inteiro é o gueto

Carta ao Presidente

O Brasil quer mudar, crescer, pacificar,
Com uma justiça social que tanto alguns tentam conquistar.
Se em algum momento algum político conseguiu despertar a esperança.
O final da historia é uma lambança.

Nosso povo constanta que promessas não faltam,
E a corrupção continua alta.
Eu não venho por meio desta com protestos destrutivos.
Ao contrário, apesar de sofrimento injusto e desnecessário.

Colapso?
Não somos fãs de canalhas.
Terra para o povo e não me venha com migalhas.
Soberania pais, Da onde vêm essas idéias?
E o tal desenvolvimento econômico?
Pra mim, só miséria

Défict habitacional.
É favela pra todo canto.
Me lembro de uma reforma agrária
Que assegurasse a paz no campo.

Quando você diz justo, vem de justiça, nao é?
Como vamos manter a calma se a justiça é só para a ralé?
Como você disse:
Eu quero a verdade completa.
Como todos os brasileiros querem a verdade completa.

Que segurança que o governo tem a oferecer à sociedade brasileira?
Aí só pode estar de brincadeira.
Mas cá entre nós, na verdade, quer saber?
O que todo brasileiro quer é mudar pra valer.

Sentimento predominante entre as classes ainda é
Qual seria a diferença do Luiz pro José?

Eu sei,
Ninguém precisa te ensinar a importância do controle da inflação.
Mas o Brasil solidário não apareceu aqui ainda não.
Minha mãe sempre dizia que o exemplo vem de cima
E agora Silva, você tá em cima.

Uma vida sindical bonita, ao lado dos trabalhadores.
Nunca se esqueça! ao lado dos trabalhadores.
Parece que a economia é o mal da naçao,
Mas ao meu ver, o mal tá na corrupção.

Não tem dinheiro pra educação, segurança,
Saúde então, nem se fala.
Enquanto isso neguinho tá carregando dinheiro na mala.
As cadeias estão cheias de pretos e nordestinos como nós.
Mas os verdadeiros criminosos são os que têm a voz.

Se você não sabia de nada,
Então não está fazendo teu trabalho direito.
Afinal de contas, você é o presidente eleito!

Volto a dizer:
O sacrifico continua dos mais necessitados
Que ainda andam esquecidos e colocados de lado.
O que nos move aqui
É a certeza que o Brasil é bem maior do que isso.
Quando precisar dos que querem o bem
Estamos aí, prontos pro serviço.

Desculpa se eu entendi algo errado.
Mas estas aqui são as minhas palavras,
Ou melhor, as palavras daqui de casa

Familia brasileira,
Honesta e trabalhadora.
Como quase todas:
Honesta e trabalhadora.

Sem mais delongas,
Não repare o sorriso amarelo,
Um abraço do ainda amigo.
Marcelo,
Rio de janeiro, 28 de fevereiro de 2006.

A Arte do Barulho (2008)

A Arte do Barulho

Um dois, um dois isso não é um teste
você não é um b’boy só pela roupa que veste
se você é mc mande uma rima que preste
grafiteiro ou pixador adora o seu jet

entre o disse,não disse,não quero que leve a mal
mas prefiro dizer do que ser interpretado mal
vamos fazer barulho, a arte do barulho eu
venho fazendo e disso muito me orgulho
nunca fui desses de ficar passando pano
existem as brigas boas e aquela com caetano
polêmico?não
provocador por natureza

o jogo é nosso então coloca as cartas na mesa

se tudo tem um propósito
a gente não é só um numero
o que me parece lógico deixa o nome no muro
não tiro o pé não corro da dividida
deve a ver eu acho um propósito pra essa vida

escrever o nome da gente honrar a nossa família
porque se a gente tá vivo então coloca a pilha
get up, stand up, sai de cima do muro
vai botar a cara a tapa e vamos fazer barulho!

vamos fazer barulho, a arte do barulho!

deixo a vida me levar como Monarco falo
confesso de origem pobre mais vou tocar o terror
não posso não me acomodo me orgulho da obra que fiz
ser o melhor ou pioneiro essas merdas eu nunca quis
quero cumprir minha missão que é musica de verdade
que venha do coração sem dó sem piedade
tu não quer conforto também ?
levanta vai trabalhar que ai uma hora vem

então levanta sacode vamos fazer barulho
se adianta sê pode no peito com orgulho
a ordem do dia meu amigo é se organizar
o bonde passa a bola rola e não dá pra parar
se tu trabalha e é correto uma hora vem
há cabeça boa dos que correm do lado do bem
mas se é espírito de porco não vem que não tem
os meus caminhos são abertos e não tem pra
ninguém

vamos fazer barulho, a arte do barulho!

Desabafo

Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Segura!!!

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Eu já falei que tenho algo a dizer,e disse
Que falador passa mal, e você me disse
Que cada um vai colher o que plantou
Porque raiz sem alma, como o Flip falo, é triste
A minha busca na batida perfeita
Sei que nem tudo ta certo, mas com calma se ajeita
Por um, mundo melhor eu mantenho minha fé
Menos desigualdade, menos tiro no pé
Andam dizendo que o bem vence o mal
Por aqui vou torcendo pra chegar no final
É, quanto mais fé, mais religião
A mão que mata, reza, reza ou mata em vão
Me contam coisas como se fossem corpos,
Ou realmente são corpos, todas aquelas coisas
Deixa pra lá eu devo ta viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai se matando
Então

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Ok, então vamo lá, diz
Tu quer a paz, eu quero também,
Mas o estado não tem direito de matar ninguem
Aqui não tem pena morte mas segue o pensamento
O desejo de matar de um Capitão Nascimento
Que sem treinamento se mostra incompetente
O cidadão por outro lado se diz, impotente, mas
A impotencia não é uma escolha também
De assumir a própria responsabilidade
Hein??
Que você tem e mente, se é que tem algo em mente
Porque a bala vai acabar ricocheteando na gente
Grandes planos, paparazzo demais
O que vale é o que você tem, e não o que você faz
Celebridade é artista, artista que não faz arte
Lava mão como Pilatos achando que já fez sua parte
Deixa pra lá, eu continuo viajando
Enquanto eu falo besteira nego vai, vai
Então deixa…

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Deixa, deixa, deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Fala Sério

Question: O que se faz pra merecer?
Porque todo mundo quer, mas poucos querem fazer!
Se vale o ditado que querer é poder;
Você pode, mas tem que fazer por merecer!
Porque todo mundo que dinheiro, status, fama…
Mas poucos querem ir à luta e levantar da cama;
Nada como ter o luxo depois de sair da lama;
Diz o dito popular “morre o homem fica a fama”
Tem coisa melhor que lutar e conquistar,
correr atrás do sonho pra depois vibrar?
Neguinho já pega pronto e diz “Fui eu que fiz”
Ai só consegue ver o próprio nariz;
Reclama muito e não faz quase nada;
aí tu sabe, né? Aqui se faz, aqui se paga!
Aê, eu não tô aqui pra falar o que é certo;
Mas passa a perna em todo mundo e ainda se acha
esperto?
Ai não!

Queria andar de carro novo;
Queria tirar onda;
Queria ter o amor do povo;
Mas não queria pagar a conta!

Todos tiveram quinze minutos por aqui;
O que no RAP a gente chama de “wanna be”
Wanna be: você querer ser o que não é;
O que nos olhos de Garrincha é tudo Zé;
Zé-Povinho, que entra na fila pra ser driblado;
Acha que faz parte do jogo e fica sossegado;
Até entra na guerra, mas não escolhe o lado;
O típico “laranja” que é usado!
Fala sério, como consegue dormir sossegado?
Fala sério, viver sem deixar nenhum legado;
Não quero cultura inútil, quero algo de verdade;
Sabedoria é dividir e não repartir a cidade.
Quero o sorriso daqueles que não sorriram;
Que foram esculaxados e tratados como lixo;
É que a maioria daria um livro por dia,
Sobre arte, honestidade e sacrifício;
Como é que pode, hein?

Queria andar de carro novo;
Queria tirar onda; ( e quem não quer, hein?)
Queria ter o amor do povo;
Mas não queria pagar a conta! (ai não dá, né?!)
Ai não dá, né!

Queria andar de carro novo;
Queria tirar onda; ( e quem não quer, hein?)
Queria ter o amor do povo;
Mas não queria pagar a conta! (ai não dá, né?!)

Tu quer brincar!

Pode Acreditar (Laiá-Laiá)

Laiá Laiá, chega como eu cheguei
Laiá Laiá Laiá, malandro é malandro
Laiá Laiá, pisa como eu pisei
Laiá Laiá Laiá então pode acreditar

Então pense
Dois moleques ali sentados
Tramando contra o mundo e fumando um baseado
Falar de que, lutar contra quem?
Chegar com pé na porta e não dar mole pra ninguém
Imagina só o fim da repressão
você falar de maconha e de liberdade de expressão
De um lado o bandido
De outro a polícia
Agora já era, tá na mão da milícia
Nós avisamos dos porcos fardados
Mas nego é burro
Burro, e continua votando errado
Valeu a experiência
Valeu até a prisão
Mas o que valeu mesmo foi achar minha missão.
Revolução, eu tenho feito
Orgulho irmão bato no peito.
É..

As vezes até acho que sou dono do mundo
Talvez eu seja, talvez eu seja..

Laiá Laiá, chega como eu cheguei
Laiá Laiá Laiá, malandro é malandro
Laiá Laiá, pisa como eu pisei
Laiá Laiá Laiá então pode acreditar

Já te provei que lá no morro eu sou rei
Conexão entre o morro e o asfalto
Tu sabe, eu sei
Malandro junto com trabalhador
Caminhando do lado justo e nunca do falador
Eu vou montar uma banda sinistra
Que vai encher os shows e vai bombar na pista
Eu vou lutar contra a dor do preconceito
Ter a voz ativa, mas manter o respeito
Vou vender disco e até ganhar dinheiro
Vou conquistar o mundo junto com os meus parceiros
Eu vou atrás da batida também
Vou por o RAP no samba
Vou muito mais além!
Eu vou no rock, eu vou no funk
É hip-hop, atitude punk!
Não entendeu? A gente te explica
15 anos juntos compade..

(diz pra eles seu jorge )
Laiá Laiá, chega como eu cheguei
Laiá Laiá Laiá, malandro é malandro
Laiá Laiá, pisa como eu pisei
Laiá Laiá Laiá então pode acreditar

Oquecêqué?

Tudo nosso!
Oquêcêque?
Tudo nosso!
Oquêcêque?

Eu ligo a tv até mesmo ouvindo o rádio,
Só vejo grana mulheres ou neguinho de carro,
Por outro lado nego diz que é ostentação bobagem,
Quanto mais perta da grana mais longe da felicidade,
Tento busca o equilibrio nas coisas,
Gosto das vida simples mas também gostos das boas
Se o bom da vida é o balanço disso,
Se isso é o inferno. Eu quero o paraiso..
Oquêcêque? Me diz o quecê qué parceiro? Cêqué
dinheiro?
Oquêcêque? Me diz o quecê qué parceiro? Cêqué
dinheiro?
Eu sou cria da rua e ela me fez assim,
O que é meu eu quero e quero tintim por tintim…
Gosto da sonhadora em qualquer canto da cidade,
Passeio por outros cantos vivo na realidade,
Sou boemio com uma familia pra cria
Que ganha premios, grana
Mas não esquece o lado de lá,
Vou repiti o que o Aragão falo:
Respeito quem soube chega onde a gente chego..
Uns querem dinheiro outros só querem emprego,
Eu vou tipo Tim Maia o que eu quero é sossego

Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué?
Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué?

Oquêcêque? Na real oquecêqué?
O que todo homem qué numa mulher,
Uma parceira na rua, uma dama,
Mas que também seja uma daquelas na cama,
Bota a mão e senti que ela tem um Bug Ug que não perde
pra ninguém,
O que todo mundo pracura numa relação,

Uhm…Não sei não

Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué?
Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué Nego?

Quando ela rebola sei que ela adora,
Da vontade de botar o que sinto pra fora,
Todo mundo quer a tal da felicidade,
Eu sei que a carne é fraca mas vale a de verdade,
Nunca sei o que ela quer mas sei o que quero fazer,
Sei o que quero mas é difícil fazer,
Quando a gente quer muito vai com sede e se arrebenta,
Se da mole a gente perde não é 8 nem 80,
às vezes a gente tem o que quer na mão,
Só feche os olhos e abre a mente e sinta seu coração,

Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué?
Oquêcêque? Vai me diz oquecêqué Nego?

Tudo nosso!
Oquêcêque?
Tudo nosso!
Oquêcêque?

Atividade na Laje

Agora vamos mostrar nosso verdadeiro poder então
preparem-se

São tantos caminhos na vida que você faz
mas tem que aprender com as armadilhas que cai
e cada escolha faz ser o que eu sou
eu não planejo e só vou e vou que vou consequência pra cada ação
que na sequência vem a reação
sai pra la x9 dedo duro
eu sei o meu lado não fico em cima do muro

vacilou neguinho passa a perna
o que eu aprendi foi não cair nessas conversas
eu tento manter minha mente sempre aberta
que parte idealizou eu tô sempre alerta

tu já ouviu que camarão que dorme a onda leva
e na hora da dividida não pode tirar a perna
e eu tô aqui e não é só de passagem
então como é que é atividade na laje

sabe onde é que eu tô? atividade na laje
nem me viu quando passou? atividade na laje
pra tu cê que nem eu sou? atividade na laje
então atividade atividade atividade pra nego não
dançar
atividade pra não deixar de dançar atividade
vai ser ruim de me pegar..eu tô na
atividade..atividade

atividade na laje no beco e nas escadas
olho no gato outro no padre pra não peder nada
cada jogada tem um querendo se dar bem
mas vento que venta ai venta aqui também
malandragem…não passa a perna em ninguém
pilantragem…fica de vai e vem
o simpatico pára de forma caô
vai mostra pro vagabundo o nego toca o terror

sistema que transforma de mono a estéril
se for no microfone então fala sério
só câmera de segurança tentou e nem me viu
mas quando tu passo aqui já imprimiu

atividade..tá ligado que eu sou
atividade..respeite quem chegou
então se liga doutor que eu sou jogador
eu já apertei o start o jogo já começou

sabe onde é que eu tô? atividade na laje
nem me viu quando passou? atividade na laje
pra tu cê que nem eu sou? atividade na laje
então..atividade..atividade..atividade…atividade…atividade…


Ela Disse

Esta é uma história de quem sempre persiste.
É que malandro que é malandro nunca desiste.
Cabeça feita de um jeito ou de outro.
Mas o corpo fechado como qualquer caboclo.
E não importa se é de noite ou de dia, vagabundo com estilo é sempre na picadilha.
O que aconteceu foi mais ou menos assim ó,
O que eu vou te contar foi o que ela disse pra mim.

Quer subir, ela disse pra mim
Quer ficar, ela disse pra mim
Vai com calma vai, ela disse pra mim
Por amor ou besteira foi que ela disse pra mim.

Aí eu disse, me interessa, cheio de boa intenção e disposição a bessa.
Num bate papo sem jogar fora a conversa.
Se intenção é a mesma me diz pra que a pressa.
Eu disse que gosto disso, ela disse eu também.
Disse que gosta daquilo, ela disse eu também.
Parece até que a gente se conhece um tempo,
O bagulho ta esquentando neguinho vai vendo.
Aí foi, uma taça de vinho, sem problema algum,
Uma fita no sonzinho e aperta mais um.
No começo é aquele papo de sempre,
Comigo é diferente, comigo é diferente.
Todo mundo no vermelho, cumpadi é isso.
Muito tesão, pouco compromisso.
Falo besteira e ela sorriu pra mim,
Porque o que aconteceu foi mais ou menos assim ó,

Refrão.

Aí eu disse:
Tchuruptchru, Tchuruptchru,
Tchuruptchru,Tchuruptchru,
Tchuruptchru, Tchuruptchru,
Que coisa boa aquele beijo na boca,
Eu fiquei louco e sei que você também ficou louca.
Foi uma noite especial pra gente;
Foi bom pro coração e alimentou a mente.
Não acredito que alguém sinta por você o que eu sinto agora,
Vamo simbora, vai por mim.
Balanço de amor é assim,
Agora ela fala todo dia pra mim no pé do ouvido.

Meu Tambor

Se tem uma coisa que eu acredito
Sobre a minha cultura
É que céu é o limite
E a raiz ta na rua
Sem nenhuma barreira
Mantendo a mente aberta
Como spike idealizou
Faço a coisa certa
Mas a regra é clara
Não pise no meu tênis
Haja o que houver, nunca pise no tênis!
Respeito, não se compra, se conquista
E ai é que nego dança de bobeira na pista
Tinta na parede, so flash, so clean
Vandalismo pra uns, sempre foi arte pra mim..
Rede ou Rahin quando que ele não
Não acredite nas grandes cumpadi ai eu falo

(zuzuka poderosa)
Meu tambor toca assim é pra você dançar
Mexer a cadeira e por a mão pro ar
Se ai tem fumaça, aqui também tem
Gosto como ela dança e eu danço também

Hã, o sonho se concretizou
O mundo todo ja ouviu e sentiu o meu tambor
Que andou por ai com fé de lei
Segurando meus adidas, meus nike, meu Bapes
Me encontrou no samba com sapato branco
Milagres eu sei mas ninguém é santo
Isso é fato, ninguém é santo!
Jogador que é jogador não quer ficar no banco
É que jogo é assim, e tá bom pra mim
Só chegar com jeitinho e pisar no sapatinho
E com a mesma pegada do começo ao fim
E é por isso que eu canto
Meu tambor toca assim..

(zuzuka poderosa)
Meu tambor toca assim é pra você dançar
Mexer a cadeira e por a mão pro ar
Se ai tem fumaça, aqui também tem
Gosto como ela dança e eu danço também

Dentro do próprio jogo
Roleta Russa ou Cassino
No rap game ou você vai pra cima
ou ficar sentado reclamando dos outros
O jogo é duro e medalha é pra poucos

Meu dom
Então aumenta o som
Que meus tambores são
Dois toca discos na mão
Meu trabalho é esse
Minha vida é essa
Me mostra quem tem cultura e ai a gente conversa!
É..
Não tem idiota na testa
Eu luto pelo direito
E também pela festa
Sei que essa raiva não faz bem pra mim
E é por isso que eu toco meus tambores assim ó

Minha Missão

Quando o tempo fecha o melhor às vezes e sentar e
espera passar
Mas nada como levantar e ir à luta, porque a vida e
curta e fácil bobear

Pensei mais de uma vez tentando encontrar, às vezes
falta o chão isso não vai me derrubar, são pedras no
caminho em prol da evolução, a tempestade passa e tudo
volta ao seu lugar.

Minha missão e vim cantar canções
E provar pra você que esse mundo e seu,
E não importa o quanto duro ele for e
Se te fez balançar quando ele te bateu,
Eu sei que a vida não tá fácil amigo
É levantar a cabeça e seguir em frente,
Tu já ouviu o velho ditado que diz ?a vida e simples,
simples quem complica e a gente?
Minha terapia eu sempre fiz com rimas
Bota a raiva pra fora e levanta a auto-estima
Corre na frente sempre nunca atrás,
Orgulho de si mesmo e do trabalho que faz.
Pensei, pensei, agi, corri, sofri,
A tempestade passa sim e a luz depois volta a brilhar
E essa ilumina no caminhar
Eu sei que não é fácil irmão, nem tudo vem na nossa mão
E sabe quando isso vai mudar? Não?
Penso, deixa rola.
Eu amo, também odeio igual a todos e
Não corro mais atrás do ouro dos tolos
Nem todo mundo e igualzinho a gente
Se tá perdendo paciência, bola pra frente
Se tá bom, eu quero mais, a tristeza eu jogo pra traz

Às vezes acho que me afundo na massa (tá em casa)
Sou da Esquadrilha da fumaça
É a gente não sabe do jeito que vai se julgado
Se ajoelha e se arrepende e acha que não vai ser
cobrado
Penso que a gente tem uma missão a cumprir, não tá
ligado porra,
O que que se tá fazendo aqui
Esconda atrás das suas inseguranças,
Faz papel de coitado e acha que o mundo vai ter pena
Se tá ruim pode melhorar, se não melhorar (fooda-se)
Mas faça com que valha a pena

Vem Comigo que eu te Levo pro Céu

Ve-ve-vem comigo que eu te levo pro céu

No começo é tudo bom, a saúde era boa
Não planejava, era assim, te encontrava à toa
Queria te ver, simples, bastava uma ligação
Depois, ansiedade de te ter na minha mão

Aquela coisa na barriga antes de te ver
A balada sempre era melhor se tivesse com você
Perdi a linha, talvez, parei de sonhar
É que com você só vou dormir quando a noite acabar

Pior do que discutir a nossa relação
É sentir que você não tá mais aqui na minha mão
Sempre soube que você não é a solução
O day after era ruim, mas a noite é tão bom

Então vamo aí, que eu tô pro que der e vier
Porque quando a gente chuta você sabe como é
Eu tô aqui, pronto pra qualquer emoção,
‘Cê faz bem pra minha mente, mas maltrata o coração

Ve-ve-vem comigo que eu te levo pro céu

No começo é tudo bom, a saúde era boa
Não planejava, era assim, te encontrava à toa
Queria te ver, simples, bastava uma ligação
Depois, ansiedade de te ter na minha mão

Aquela coisa na barriga antes de te ver
A balada sempre era melhor se tivesse com você
Perdi a linha, talvez, parei de sonhar
É que com você só vou dormir quando a noite acabar

Pior que discutir a nossa relação
É sentir que você não tá mais aqui na minha mão
Sempre soube que você não é a solução
O day after era ruim, mas a noite era tão bom

Então vamo aí, que eu tô pro que der e vier
Porque quando a gente chuta você sabe como é
Eu tô aqui, pronto pra qualquer emoção,
‘Cê faz bem pra minha mente, mas maltrata o coração
Então vamo!

Ve-ve-vem comigo que eu te levo pro céu

Então vamo aí, que eu tô pro que der e vier
Porque quando a gente chuta você sabe como é
Eu tô aqui, pronto pra qualquer emoção,
‘Cê faz bem pra minha mente, mas maltrata o coração
Então vamo, então vamo, então vamo!

Ve-ve-vem comigo que eu te levo pro céu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s